Juazeiro é tema de escola de samba no RJ

“Na colina sagrada, ecoa o tambor da tradição”, canta o samba da Escola Tradição, em homenagem a Juazeiro

Clique para Ampliar

A religiosidade dos devotos do Padre Cícero, as romarias e o centenário de Juazeiro do Norte tematizam o samba da Escola Tradição, no carnaval carioca do próximo ano
FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS

Juazeiro do Norte. A cultura e a religiosidade do Cariri cearense estarão na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, no próximo carnaval. A comemoração dos 100 anos da cidade juazeirense, que se funde com a história do seu fundador maior, Padre Cícero, e as romarias, inspiram a Escola de Samba Tradição do Rio de Janeiro. O samba-enredo já causa polêmica, por ter sido encomendado aos paulistas, mas o importante para os romeiros do “Padim” é a homenagem. O tema da escola será: “Juazeiro do Norte, terra de oração e trabalho. 100 anos de Fé, Poder e Tradição”.

O samba-enredo da escola faz alusão às procissões e romarias de Juazeiro. Ao “Padim”, como o comandante de uma nação mestiça. “Na colina sagrada, ecoa o tambor da tradição”, diz o samba feito por um grupo de compositores. Depois de muitos anos, a escola decide não fazer concurso de samba-enredo. O presidente da escola, Nésio Nascimento, diz que os grandes sambas da Tradição foram feitos dessa forma. No último mês de setembro, uma equipe da Tradição esteve em Juazeiro do Norte. O grupo veio com a finalidade de conhecer, “in loco”, as manifestações populares na terra do Padre Cícero.

Ao exaltar o Ceará e os contrastes da história do Nordeste brasileiro, na letra do samba há um reconhecimento ao patrimônio cultural da região. “Hoje sou romeiro e canto forte, um samba de amor e devoção, a Juazeiro do Norte, 100 anos de fé e oração”. Estes foram lemas do Padre Cícero, o principal incentivador do crescimento da cidade, com destaque para o trabalho como impulsionador desse processo de desenvolvimento.

Para o secretário de Desenvolvimento, Turismo e Romarias de Juazeiro, José Carlos dos Santos, esta é uma grande oportunidade de disseminar para o País inteiro a comemoração dos 100 anos da cidade, num momento histórico. Ele destaca que a vinda da equipe no mês de setembro teve a finalidade de conhecer também a história e focar mais o tema da escola. E foi exatamente o tripé: oração, fé e trabalho, que foi levado daqui para o Rio como inspiração.

Para o secretário, esse é um momento importante, na abertura do ano e durante a fase de carnaval, para dar um impulso a esta fase de festejos. O ano do centenário acontece desde 22 de julho de 2011, mas a abertura da programação aconteceu em 18 de julho deste ano, com o centenário da imprensa no Município. A equipe da Tradição continuará realizando as pesquisas para compor as alas da escola de samba.

Milagre da hóstia

Temas como a cultura popular, o milagre do sangramento da hóstia da boca da beata Maria Araújo, a trajetória do Padre Cícero, os romeiros e toda a mística que envolve a fé do povo nordestino em torno do sacerdote serão explorados.

Porém, o secretário adianta que, mesmo entrando na programação do centenário, não haverá aporte financeiro do setor público para a escola. Haverá o apoio relacionado aos subsídios para pesquisas históricas, material fotográfico e livros.

A Escola de Samba Tradição foi criada por familiares do ex-patrono da Portela, Natal, no mesmo ano do surgimento da Liga das Escolas de Samba. Seu nome de fundação foi Portela Tradição. No entanto, não chegou a desfilar com tal denominação, pois perdeu na justiça o direito de usá-la, passando a se chamar GRES Tradição.

Mesmo já tendo a oportunidade de desfilar no grupo especial, no momento a escola se encontra no grupo de acesso. O secretário classifica o momento como muito positivo para a cidade e vai divulgar mais ainda as potencialidades regionais.

MAIS INFORMAÇÕES

Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Romaria
Juazeiro do Norte (CE)
(88) 3511.4040

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. mikaellahot
    out 28, 2010 @ 12:31:19

    É uma excelente oportunidade para figurar o nosso Juazeiro do Norte no cenário nacional… Esta cidade é destacada pela sua fé e as romarias já fazem parte do nosso cotidiano. Só não entendi direito o que o Secretário que dizer com “não haverá aporte financeiro do setor público para a escola”… Isso é praticamente IMPOSSÍVEL! Escola de Samba nenhuma se desloca do Rio de Janeiro para qualquer cidade do país se não houver aporte financeiro! Da última vez que o Ceará figurou na Sapucaí, o governador da época, Tasso Galêguim Jereissati, quase afunda o Estado com o patrocínio! Mas, vamos torcer para que a história do “Padim” seja bem divulgada Brasil afora! Bjim

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: