Pesquisador americano recebe Placa do Centenário em noite literária

 O primeiro escritor do exterior a pesquisar sobre os fatos miraculosos de Juazeiro do Norte recebeu uma Placa Comemorativa ao Centenário da cidade em noite de festas nesta quinta-feira no Memorial Padre Cícero. O professor e antropólogo Ralph Della Cava da Universidade de Columbia em Nova York (EUA) é o autor do livro “Milagre em Joaseiro”. A obra foi definida pelo reitor da UFC, Jesualdo Farias, como responsável na geração de estudiosos e escritores em torno do tema.

A placa foi entregue pelo prefeito Manoel Santana que elogiou a “clareza” como Ralph Della Cava narrou a história de Padre Cícero em sua obra. Na oportunidade, foram lançados mais cinco livros da Coleção Centenário: a reedição do “Patriarca do Juazeiro” do padre Azarias Sobreira, “Mistério do Juazeiro”, de Manoel Pereira Diniz e “Joaseiro do Padre Cícero e a Revolução de 1914”, de Irineu Pinheiro, além de dois livros inéditos: “Rostos de Juazeiro”, de Raimundo Araújo; e “Padre Cícero e Juazeiro – Textos Reunidos Coletânea sobre Padre Cícero”, do Padre Neri Feitosa.

No seu discurso, o escritor norte americano disse se sentir honrado em receber homenagens na presença de tantos juazeirenses. Conforme garantiu, o seu amor, afeto e carinho por Juazeiro do Norte só crescem. Se referindo aos livros, o prefeito Santana disse que estes resgatam fatos que, as vezes, passaram até despercebidos e nos levam de volta ao tempo se tornando importantes. Para ele, são livros que levam “para bem longe a bonita história de Juazeiro”.


Já o reitor Jesualdo Farias destacou a agenda de contribuições dadas pela Universidade Federal do Ceará para o Centenário de Juazeiro citando o Cine Ceará com a temática Religião e Religiosidade, o Congresso de Matemática, a edição de livros e o Congresso de História da Educação. Na capital, relacionou a exposição que retrata a arte e cultura juazeirenses no Museu de Artes da UFC e o show que ainda fará no dia 11 de outubro, na concha acústica da instituição reunindo artistas locais.

Outra iniciativa será a implantação da FM Universitária, cujo projeto já foi aprovado e deve entrar no ar ainda este ano. Sobre o Campus da UFC no Cariri, o reitor disse que já são 10 anos e 1.600 alunos matriculados nos seus 11 cursos, incluindo o mestrado em Desenvolvimento Regional. Para o próximo ano outros dois mestrados em Agronomia e Matemática. Segundo Jesualdo, a UFC conta com 185 professores no Cariri e mais 90 servidores.

Discursaram ainda o presidente do Conselho Editorial da Coleção Centenário, Renato Casimiro, para quem Ralph Della Cava viveu uma fase de poucos recursos bibliográficos e inspirou muitos autores. Ele disse da pretensão em lançar mais livros lembrando que essa fase inicial já atingiu 20 volumes. Já o presidente da Comissão Organizadora do Centenário, Geraldo Barbosa, destacou a importância das reedições no sentido de fazer chegar as mãos de uma nova Gama de leitores difundindo cada vez mais a nossa história.

O gerente do Centro Cultural BNB Cariri, Lênin Falcão, destacou a honradez do Banco do Nordeste em poder participar desse momento histórico. Na noite desta sexta-feira, no Campus da UFC, Ralph Della Cava receberá o título de Doutor Honoris Causa da instituição. A programação desta semana será encerrada com um show do cantor Fábio Carneirinho em homenagem aos fiéis que participam da festa em louvor à São Francisco. Será na noite deste sábado na Praça das Almas.

Demontier Tenório

Anúncios

Juazeiro do Norte-CE: Semana do Centenário será aberta neste domingo

Juazeiro do Norte abrirá na noite deste domingo (17), a Semana do Centenário do município, com show do Padre Reginaldo Manzotti, no Parque de Eventos Padre Cícero. São esperadas caravanas de fiéis de várias cidades da região do Cariri e de estados vizinhos. O acesso ao Parque de Eventos será por meio da doação de um quilo de alimento não perecível.

A Semana do Município se estenderá até o dia 24 de julho, com vários shows musicais. Na programação, também haverá atos cívicos como desfiles, liturgias, lançamento de livros, exposições fotográficas, palestras, inaugurações de obras e apresentações folclóricas.

Na sexta-feira, dia 22, Juazeiro comemora 100 anos de emancipação política com vários eventos durante todo o dia. A atração da noite será a cantora baiana Ivete Sangalo e as apresentações dos artistas juazeirenses Luiz Fidélis e Maurício Jorge. Na última noite, a parte de shows será encerrada com a banda gospel Diante do Trono e a presença de Felipão.

Ceará Agora

Inácio Arruda faz homenagem ao Centenário de Juazeiro do Norte

O senador Inácio Arruda (PCdoB) saudou o Centenário do município de Juazeiro do Norte a ser comemorado no próximo dia 22 de julho por meio de discurso feito na tribuna do Senado da República. Ele sublinhou a importância da cidade, que é a terceira maior do estado do Ceará e foi fundada por obra do Padre Cícero Romão Batista um dos menores do movimentou que buscou a emancipação em relação ao Crato.

Depois de ser ordenado em Fortaleza, o religioso retornou a sua cidade natal, Crato, mas, em retaliação a insubordinações para com a Igreja Católica, foi designado no sentido de cuidar de uma capelinha esquecida, numa pequena vila, afastada do centro cultural e espiritual de Crato. O padre reformou a capela, trabalhou na região e transformou a vila na atual cidade de Juazeiro, conforme citou o senador cearense. Incentivados pelo religioso, os moradores da região chegaram a declarar a independência da cidade, àquela altura auto- suficiente economicamente. Padre Cícero promoveu um perdão coletivo. Contra Roma, perdoou a todos aconselhando “Quem pecou, quem roubou, quem traiu, quem matou, quem cometeu algum crime está perdoado. Desde que viva em paz em Juazeiro”. Além disso, coloque uma pequena unidade de produção no fundo do quintal de sua casa.

De acordo com o senador Inácio Arruda, uma pequena fábrica de alpercata, de confecção, de foliados a ouro e daí em diante. O político pontuou que foi assim o nascimento de Juazeiro. Ele avisou ainda que o centenário da cidade será comemorado no Senado em uma sessão especial marcada para o próximo dia 16 de agosto.

Descoberta no Centenário

Cruz delimitava propriedade do Padim

Clique para AmpliarFERNANDO ARRAIS Maia, proprietário da cruz de bronze que delimitava as terras do Padre Cícero, no Município de Missão Velha. Ele mostra o objeto que mede quase meio metro
ANTÔNIO VICELMO
No ano do Centenário de Juazeiro do Norte, várias descobertas relacionadas ao Padre Cícero foram feitas

Missão Velha. O Centenário de Juazeiro do Norte suscitou uma série de pesquisas que resultou na descoberta de alguns objetos e documentos que fizeram parte da vida do Padre Cícero. No Sítio Lameiro, situado no Município de Missão Velha, foi localizada uma cruz de bronze que era utilizada como marco de uma das propriedades rurais dele. Na cruz, que mede quase meio metro e pesa dois quilos, está esculpida a seguinte mensagem: “Glória ao Pai, que nos criou. Glória ao filho, que nos remiu. Glória ao Espírito Santo, que nos santifica. Amém”.

No verso, a indicação mística: “Viva Jesus, Maria e José. Marco do Padre Cícero Romão Baptista do sítio Lameiro de Missão Velha, 1909”.

Proprietário

O marco pertence ao agropecuarista Fernando Arrais Maia, que recebeu de presente do seu tio, Luiz Maia, proprietário do terreno que pertenceu ao Padre Cícero. Para Fernando, o objeto é mais do que uma lembrança familiar. É uma peça valiosa que faz parte da história de um Padre que foi eleito “Cearense do Século”, em razão de sua liderança política e religiosa em todo o Nordeste.

Para o historiador Daniel Walker, o marco não é o único encontrado na região. Existem outros marcos de madeira com os quais o sacerdote delimitava suas propriedades.

A novidade é que este, em forma de cruz, traz duas mensagens. O marco em questão já foi apresentado ao secretário de Cultura e Turismo de Juazeiro do Norte, José Carlos dos Santos, que está tentando adquiri-lo. A aquisição está na dependência de comprovação da autenticidade da peça.

Autêntico

De acordo com informações de José Carlos, existe um forte indício de que o objeto é autêntico. O professor Renato Casemiro já comprovou, com documentos, que o terreno onde foi encontrado o marco pertencia realmente ao Padre Cícero.

O secretário lembra outro marco importante que foi localizado na Estação Ferroviária de Juazeiro do Norte que, além de assinalar a inauguração da chegado do trem no Cariri, tem o nome do Padre Cícero como prefeito de Juazeiro.

Proprietário de terras, gado e dono de diversos imóveis no Estado do Ceará e em outros Estados do Nordeste, o Padre Cícero costumava delimitar e acompanhar a administração de suas propriedades. O livro “Cartas do Padre Cícero”, de autoria do padre Antenor de Andrade e Silva, publica várias cartas do patriarca de Juazeiro do Norte falando nos marcos de suas fazendas.

MAIS INFORMAÇÕES
Fernando Arrais Maia
Município de Missão Velha
Região do Cariri
Telefone: (88) 9969.5944

Antônio Vicelmo
Repórter

Está chegando o Centenário de Juazeiro

Faltam apenas 11 dias para o Centenário de Juazeiro do Norte. Vamos comemorar com muita festa os 100 anos de nossa belíssima cidade. Começa dia 18 de julho, com diversos eventos que marcarão o Centenário da Imprensa do Município, uma delas é o concerto da Orquestra Filarmônica do Ceará, na noite do dia 18 de julho, na Praça dos Romeiros. Ela antecederá ao show com Padre Reginaldo Manzotti logo após o Sacerdote celebrar missa. No intervalo entre essas duas atrações,  o prefeito Manoel Santana vai sancionar a Lei municipal que institui 18 de julho como o Dia da Imprensa de Juazeiro.

A partir das 15 horas daquele dia serão preferidas palestras no auditório de Centro Cultural do BNB/ cariri, na Rua São Pedro 337 em Juazeiro. A primeira , sob a responsabilidade da professora da universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ, Luitigarde Oliveira Cavalcante Barros. O tema será: ” O Rebate e a Emancipação Política de Juazeiro do Norte”.Logo depois haverá uma Mesa Redonda sobre “O Papel da Imprensa no Desenvolvimento do Cariri”. Os debatedores serão a jornalista Ivonete Maia, presidente da ACI (Associação Cearense de Imprensa); o escritor Geraldo Barbosa, presidente da Comissão Organizadora do Centenário de Juazeiro; e o jornalista e escritor Lira Neto. Às 17 horas, caberá ao professor e memorialista, Renato Casimiro, expor sobre “O Centenário da Imprensa de Juazeiro do Norte”. Logo em seguida, será aberta a exposição contendo, na maioria, os primeiros números dos 328 jornais editados em Juazeiro ao longo de 100 anos.